O PIR é um teste de integridade que identifica o quanto um profissional pode resistir a dilemas éticos no trabalho. Ele determina a resiliência ética por intermédio de:

Questões opinativas

São avaliados dilemas éticos comuns, como:

  • situações em que uma pessoa aceitaria suborno,
  • entendimento do que é e do que não é assédio,
  • postura diante de atitudes de colegas, entre outras;

Análise de microexpressões

Microexpressões são reações insconcientes.

No caso do PIR, as microexpressões avaliadas são reações dos participantes quando deparados com cada pergunta

Análise em texto & vídeo

A análise de respostas em texto e em vídeo, permite avaliar não apenas as respostas objetivos, mas compará-las as reações durante o teste, sempre com o consentimento do participante.

Devolutiva por especialista PIR

A última etapa do teste é a devolutiva com um especialista para que, com base nas respostas e fragilidades identificadas, seja possível criar um plano de desenvolvimento.

Esse conjunto de avaliações permite compreender o posicionamento do participante em suas atividades profissionais frente a situações éticas ambíguas. Ao aplicar o PIR nos colaboradores da sua organização, é possível saber o nível de resiliência de cada um diante de situações como:

Atos de Corrupção

  • Suborno
  • Brindes e Presentes
  • Conflito de interesses

Demonstrações fraudulentas

  • Sonegação de impostos
  • Manipulação resultados
  • Segurança de informação

Apropriação Indevida

  • Manipulação de despesas
  • Desvios
  • Pagamentos indevidos

Atos de Assédio

  • Moral
  • Sexual
  • Corporativismo

Esse conjunto de avaliações permite compreender o posicionamento do participante em suas atividades profissionais frente a situações éticas ambíguas.

 

O PIR é o único teste de integridade que desenvolve a educação ética.

 

Quando você avalia a sua equipe e entende o que cada profissional considera ser a conduta mais adequada diante de dilemas éticos, fica mais fácil desenvolvê-los e integrá-los à cultura corporativa. Esse é o caminho para predizer e prevenir situações de fraude, corrupção e assédio nas organizações.